Mudras Terapêuticos - A Saúde em Suas Mãos

Na prática de Hatha Yoga, os mudras são posturas que podem ser feitas com as mãos, com os olhos ou com corpo todo. Este artigo se concentra nos mudras feitos com as mãos, os chamados Hasta Mudras. O hasta mudra mais conhecido é o Jnana mudra, no qual unimos o indicador e o polegar em ambas as mãos. Este mudra é muito usado para a meditação, pois ajuda a mente a se focalizar no momento presente e, além disso, traz uma série de outros benefícios para a saúde física, mental e emocional do seu praticante, como veremos a seguir.

 

Nas práticas de yoga os mudras são usados para melhorar a consciência corporal, aumentar o foco no momento presente, facilitar a realização de posturas de equilíbrio, favorecer a prática de pranayamas e, especialmente, aprofundar o estado meditativo.

A prática diária de mudras traz melhoria da saúde física em geral, aumento do bem estar, desintoxicação do organismo, mais facilidade para o controle do peso corporal, mais facilidade para lidar com as emoções, melhor concentração, maior clareza mental e aumento da intuição.

 

O significado em sânscrito da palavra mudra é “selo”, pois os mudras refletem a energia emitida pelas extremidades do corpo de volta para seu interior, ou seja, selam a energia dentro do corpo. Com isso, os mudras favorecem o estabelecimento de fluxos de energia, o que faz com que o organismo funcione de forma mais integrada e equilibrada. Os mudras permitem a eliminação de bloqueios de energia, trazendo saúde e bem estar ao seu praticante. Dependendo das partes das mãos e dos dedos que se tocam, um ou mais meridianos de energia do corpo são ativados, promovendo alívio ou melhoria em um aspecto específico da saúde.

 

Assim, por exemplo, no Jnana mudra, ou mudra do conhecimento, a união do indicador e do polegar ativa o cérebro, melhorando a capacidade de memorização. Além disso, este mudra equilibra o sistema nervoso, ajudando a combater depressão, reumatismo e paralisia.

 

O Prana Mudra, ou mudra da energia, no qual o polegar toca simultaneamente o anular e mínimo, aumenta a assimilação dos nutrientes dos alimentos e melhora a respiração e a circulação. Além disso, ativa o sistema imunológico, aumenta a vitalidade, a força e a disposição.

 

No Apana mudra, ou mudra da eliminação, o polegar toca simultaneamente o anular e médio, contribuindo para eliminar as toxinas do corpo e os resíduos provenientes do metabolismo. Este mudra limpa e purifica o organismo.  Além disso, ajuda a desenvolver paciência e serenidade.

 

No Mahasirsa mudra, ou mudra da cabeça, une-se o polegar ao indicador e ao dedo médio, dobrando o anelar na palma da mão. Este mudra alivia dores de cabeça e reduz excesso de energia na cabeça. Além disso, elimina tensões e desacelera os pensamentos.

 

Estes são apenas alguns de várias dezenas de mudras que podem favorecer tanto a prática de yoga quanto a saúde do praticante, combatendo e prevenindo enfermidades.

A prática de mudras é muito simples, pode ser feita por praticamente qualquer pessoa e não tem custo nenhum.

 

Porém, há alguns cuidados que devem ser tomados. Certos mudras não devem ser praticados após as refeições, pois causam mal estar. Alguns não devem ser praticados pela manhã e outros não devem ser praticados à noite. Há um limite de tempo de prática para cada mudra. Vários mudras são contraindicados para gestantes. Certos mudras são contraindicados para doenças crônicas e para algumas enfermidades. Assim, é importante praticar sob orientação de uma pessoa com conhecimento e vivência no assunto.

 

Miriam Regina Xavier de Barros

 

 

Bibliografia:

  1. Dhiren Gala, Health at your fingertips, NavNeet, 2005

  2. Gertrud Hirschi, Mudras – Yoga in your hands, Weiser Books, 2000

  3. Sabrina Mesko, Mudras que curam, Ed. Pensamento, 2003.

  4. Swami Satyananda Saraswati, Asana Pranayama Mudra Bandha, Yoga Publications, Trust, 4ª edição, 2008.

 ​​© 2019 by BrProg.com & Miriam Barros

TODOS OS DIREITOS RESERVADOS

Lei 9.610/98

  • w-tbird
  • w-facebook